Histórias infantis ajudam crianças a elaborar conflitos emocionais

Vanessa Gon

Michelle Alencar Antunes

   Era uma vez… é assim que começam os contos infantis, onde castelos são encantados, porquinhos constroem casas, belas ficam adormecidas, anões moram em florestas, sereias vivem no mar, e a fantasia rola solta!

  As histórias infantis além de rotineiras e divertidas são muito benéficas para o desenvolvimento emocional das crianças, pois servem como um meio direto para expressão da fantasia, estimulando a criatividade e ajudando na elaboração de conflitos internos, como a rivalidade entre irmãos, o abandono, a rejeição, a tristeza, a inferioridade, entre outros. A criança ouve atentamente cada parte da historinha e além de estabelecer personagens preferidos, torce para que o vilão termine mal no final.

     Diferente do que se pensa isso não quer dizer que ela está desejando algo ruim a alguém, representa apenas que está reconhecendo a existência do bem e do mal, assim como a possibilidade de construir para si valores pessoais e coletivos.

   As historinhas ajudam ainda a trabalhar frustrações e, caso você não tenha percebido, os contos sempre apresentam em seu enredo um final feliz, que recompensam cada esforço em reagir frente aos desafios cotidianos, denotando a importância da persistência, do amor, do apoio, da união, da compreensão, da gratidão, da motivação, entre outros.

     As crianças elegem contos favoritos e pedem que os adultos os leiam várias vezes, pois reconhecem que algo ali alivia conflitos desconhecidos, como se fosse por mágica.

     Veja abaixo alguns temas de histórias infantis que auxiliam crianças a elaborar conteúdos específicos:

  • Pinóquio: lidar com a verdade e valores pessoais;
  • Patinho feio: autoestima e valorização pessoal;
  • Branca de Neve: coragem, amizade e respeito às diferenças;
  • Chapeuzinho Vermelho: regras, respeito às normas, cautela com estranhos;
  • João e Maria: tranquilidade na ausência dos pais e união.
  • Frozen: A relação entre irmãos, ciúmes e união.

    Enquanto adulto, você pode ajudar a criança a escolher os temas das próximas histórias e, com certeza, também terá uma experiência mágica de contato e afeto com seu pequenino, voltando, pelo menos um pouquinho, a mergulhar no mundo da fantasia, vendo, ouvindo e sentindo a história por outros ângulos.

  • Ellevar
  • Ellevar
  • Ellevar
Uma Comentário
Comente